composição do vinho

Descobri o prazer de mergulhar no mundo fascinante dos vinhos já há quase três décadas, e foi paixão à primeira taça. Desde então, dedico-me ao conhecimento e aprendizado dessa maravilhosa e fascinante bebida, desvendando a cada dia diferentes sensações e experiências únicas, que só mesmo o vinho é capaz de proporcionar. Consegui aliar o prazer ao trabalho, prestando assessoria, consultoria e hoje desenvolvo cursos na área de vinhos, espumantes e harmonização enogastronômica, fazendo um trabalho inovador, diferenciado e profissional, com destaque ao serviço especializado de vinhos executado pelo sommelier. Saúde!

 

 


>> Confira os Vinhos e Gadgets recomendados pelo Club del Vino! <<

vinho para iniciantes e iniciados


 

 

 

Muitos de nós já leram a definição oficial brasileira de Vinho.

Mas apenas para recordarmos, segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil:

 

” Vinho é a bebida obtida da fermentação alcoólica do mosto de uvas sãs, frescas e maduras. “

 

Muito bem. Mas qual a composição do vinho?

Quais as substâncias que constituem esse néctar tão apreciado por milhões de pessoas, e que a cada dia ganha mais importância principalmente em relação aos benefícios que trás à saúde, se ingerido com regularidade e moderação?

Segundo HASHIZUME 2001, vinho é constituído por açúcares, alcoóis, ácidos orgânicos, sais de ácidos minerais e orgânicos, compostos fenólicos, substâncias nitrogenadas, pectinas (tipo de fibra solúvel encontrada naturalmente em frutas e verduras), gomas (carboidratos complexos com propriedades espessantes, ou seja, aumentam a viscosidade do líquido), mucilagem (substância gomosa encontrada nos vegetais para sua proteção e que envolve algumas sementes), compostos voláteis e aromáticos, vitaminas e anidrido sulfuroso (conhecido também por dióxido de enxofre e que possui funções antioxidantes e antissépticas).

Uau!!! A gente nem imagina que todas essas substâncias estão presentes em nossa taça quando degustamos um vinho, não é mesmo?

 

Mas vamos tentar “traduzir” e simplificar um pouco essa história começando pela matéria-prima: a Uva.

A fruta uva, contém em sua formação calorias, água, carboidratos, proteínas, lipídios (ou lipídeos), cinzas, vitamina B1 (Tiamina), vitamina B2 (Riboflavina), vitamina C (Ácido Ascórbico), niacina, sais minerais como ferro, cálcio, magnésio, potássio e sódio.

As uvas também possuem ação antioxidante, combatendo os radicais livres e substâncias cardioprotetoras como o Resveratrol, que ajuda no controle do colesterol, na diminuição da formação de coágulos sanguíneos e na prevenção da trombose.

Os Carboidratos são nutrientes responsáveis pelo fornecimento de energia para o organismo e são constituídos por blocos de estruturas de carbono, oxigênio e hidrogênio.

Já as Proteínas possuem funções fundamentais na estrutura e no funcionamento das células e seus constituintes básicos são o carbono, nitrogênio, oxigênio, hidrogênio e enxofre, mas também podem conter pequenas quantidades de ferro, cobre, fósforo ou zinco.

Além de fornecerem aminoácidos, que são utilizados na síntese de proteínas, as quais constituem músculos, tendões, cartilagens, tecido conjuntivo, unhas e cabelos, além de alguns hormônios.

Lipídios, também chamados de gorduras, são biomoléculas orgânicas cuja composição principal são moléculas de hidrogênio, oxigênio, carbono (as mesmas dos carboidratos), mas também pode ser encontrado em sua composição o elemento fósforo.

Os Lipídios cobrem e protegem os órgãos, atuam como depósitos de reserva de energia e também são biocatalisadores, ou seja, formam parte de determinadas substâncias que catalisam funções orgânicas como os hormônios, por exemplo.

As Vitaminas são nutrientes necessários em pequenas porções para um bom funcionamento do metabolismo e algumas delas são reconhecidas como antioxidantes alimentares, sendo muitas vezes usados pela indústria alimentícia para esse fim.

A Niacina, também conhecida como vitamina B3, melhora a circulação sanguínea, baixa o colesterol e melhora o controle da diabetes.

Com o consumo adequado, ela também pode atuar em diversas funções do nosso organismo baixando os níveis do colesterol ruim (LDL); protegendo o DNA; mantendo a saúde do sistema nervoso, pele, boca e olhos; prevenindo doenças como Alzheimer, catarata e aterosclerose (caracterizada pela formação de placas de gordura e tecido fibroso nas paredes internas das artérias).

Como vimos, as propriedades da uva e do vinho são inúmeras e muitas delas nem sequer imaginávamos … mas é bom lembrar que a uva por ser uma fruta, faz parte da cadeia alimentar e consta da pirâmide nutricional brasileira de alimentos. Juntamente com os cereais, verduras e legumes, carnes e ovos, leites e derivados, feijões e leguminosas, óleos e gorduras e açúcares e doces, cada um com sua frequência de consumo indicada de acordo com a posição em que ocupam na pirâmide, a uva merece sem dúvida, lugar de destaque em nossa alimentação.

O vinho por sua vez, consegue agregar as qualidades da fruta e tantos outros benefícios citados acima, que não há como não nos rendermos ao prazer que só ele é capaz de proporcionar. Um prazer físico, emocional, social, psicológico, amoroso…

Como vimos, para ser feliz não existe nenhum segredo: mantenha uma vida saudável, faça exercícios regularmente, melhore sua qualidade de vida, encare os problemas de forma mais leve e positiva, alimente-se bem, trabalhe com prazer, curta sua família e amigos e … tome vinho!

Vinho: vida longa, saudável e feliz!

 

 


>> Confira os Vinhos e Gadgets recomendados pelo Club del Vino! <<

vinho para iniciantes e iniciados


 

 

 

Comments

    1. Olá Marta!
      Que bom que gostou do texto! Muito obrigado pelas palavras, mas a verdade é que o assunto ajuda bastante né!
      Continue com a gente e acompanhe as novidades do blog!
      Grande abraço!

  1. Olá Liane, tudo bem?
    Que bom que está acompanhando o blog e as matérias, muito obrigado!
    O vinho consegue mesmo surpreender a gente… e é por isso que nós também estamos sempre aprendendo com ele!
    Continue com a gente e claro, continue a degustar seus vinhos, afinal essa é uma das receitas para se ter uma vida longa, feliz e saudável!
    Até a próxima!

  2. Parabéns!!! Pra mim, que sou leiga no assunto, é tudo de bom saber disso. Um brinde ao conhecimento e a arte de saber apreciar um bom vinho. Um abraço ao amigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *