vinhedo na península de Setubal

Engenheiro de formação, comecei a me envolver neste mundo em 2008. De lá para cá, são mais de 1400 notas de degustação, cursos de formação na ABS - RJ (Associação Brasileira de Sommeliers - RJ) e especialista (nível 3) pela certificadora internacional WSET (Wine & Spirits Education Trust), que é reconhecida em mais de 70 países mundo a fora! Além de escrever no site, sou instrutor particular de grupos e confrarias.

[amazon_link asins=’8551000241,0857623591,B01N9QDKS2,B075Z9NJNY,8588641372,8525056413,8542214331′ template=’ProductCarousel’ store=’clubdelvinobr-20′ marketplace=’BR’ link_id=’87c4e3c9-0afb-4570-bb26-18cd98083c99′]

Nesse post vamos falar sobre Setúbal, região de Portugal, que possui vinhos de boa qualidade e é muito conhecida pelo seu vinho Moscatel!

 

História da tradição vinícola de Setubal

A Península de Setúbal tem uma forte tradição vitivinícola.

A região acolheu as primeiras vinhas da Península Ibérica, em cerca de 2000 a.C.

Mesmo com a diversidade de ocupações no decorrer dos anos (Fenícios, Romanos, Mulçumanos), a região manteve sua característica produtora.

Durante a Baixa Idade Média, séc. XII a XV o vinho constituiu uma das principais exportações e a partir do século XV, com os descobrimentos portugueses, alargou o âmbito das exportações de vinho, chegando aos quatro cantos do mundo. No século XVII, estão documentados os mais antigos registros existentes (1675) de exportação de barricas de Moscatel de Setúbal para terras britânicas.

Clima em Setubal

No que diz respeito as condições climáticas, a Península de Setúbal goza de um clima misto subtropical e mediterrânico, influenciado pela proximidade do mar, dos rios Tejo e Sado e da Serra da Arrábida.

 

DO e IG em Setúbal

 

DO – Denominação de Origem

Esta designação é aplicável a produtos cuja originalidade e individualidade estão ligados de forma indissociável a uma determinada região, local ou denominação tradicional, que serve para identificar o produto Vitivinícola.

As Denominações de origem da região são DO Setúbal (com os vinhos fortificados tradicionalmente conhecidos por Moscatel de Setúbal) e DO Palmela (cuja área coincide com a área da DO Setúbal, para os demais vinhos produzidos).

 

IG – Indicação Geográfica

A designação é aplicável a produtos com direito a indicação geográfica produzidos numa região específica cujo nome adotam.

A área geográfica de produção da Indicação Geográfica Península de Setúbal abrange todo o distrito de Setúbal, que se estende pela Península de Tróia e abrange, no seu extremo Sul, o concelho de Santiago do Cacém.

Castas emblemáticas

  • Castelão (Periquita)
  • Moscatel Roxo
  • Aragonês
  • Moscatel de Setúbal ou Alexandria
  • Fernão Pires (Maria Gomes)
  • Arinto

 

Algumas notas de  degustação

 

Adega de Pegões – Touriga Nacional 2012

Púrpura médio. Aromas frutas maduras, baunilha, caramelo, especiarias doces. Acidez média, taninos redondos e aromas de madeira, frutas maduras, especiarias. Nota – 4,0/ 5,0

 

Moscatel Setubal – Venancio Costa Lima 2011

Amarelo dourado. Aromas de damasco, casca de laranja, mel, cerveja forte. Acidez alta, boa doçura, aromas de laranja cristalizada. Nota – 4,0/ 5,0.

 

Moscatel de Setúbal Superior DOC – Sivipa 10 anos

Amarelo alaranjado. Aromas de frutas secas, coco queimado, nozes. Acidez alta, boa doçura aromas de frutas secas, uvas passas, calda de frutas. Nota – 4,5/ 5,0.

Até a próxima!  Lembrando que dúvidas, sugestões, críticas podem ser deixadas no comentário sou envidas pelo email!

São sempre bem vindas! Saúde!

 

 

[amazon_link asins=’8551000241,B07HKJT5BR,8542214331,8525056413,B07FKQH6N5′ template=’ProductCarousel’ store=’clubdelvinobr-20′ marketplace=’BR’ link_id=’568d1985-1dcb-4afa-921b-688ec5a0358a’]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *