O governo e o Chile privado trabalham em Eno Tourism

Daniel, chileno, profissional em áreas de administração, marketing e estratégias. 30 anos de experiência em planos estratégicos para a diferenciada indústria de alimentos, vinhos, turismo e serviços. Criador do conceito By Wine orientado para a experiência do turismo sustentável eno na Argentina e no Chile; SO2 Plataforma de mudanças climáticas climáticas; Sostur, reconhecimento de ações sustentáveis; CoffeeBusiness para investidores, Mendoza Convida, fidelização de turistas receptivos; hábitos de consumo, informações de mercado; Mendoza Foods, linha de produtos de exportação de gourmets; entre outras marcas de sucesso. Apaixonado por estratégias alinhadas à sustentabilidade; biodiversidade, recursos naturais, ecossistemas e áreas protegidas e as 17 metas de desenvolvimento sustentável da agenda global. Especialista em design abrangente de produtos / mercado, planos estratégicos de internacionalização de empresas e marketing internacional. Na indústria da construção, ele participou como gerente de projeto no planejamento geral do projeto Luján Business Center, Luján de Cuyo, Mendoza; projeto imobiliário com autossuficência energética sob padrões internacionais de certificação sustentável. Responsável pelo posicionamento e crescimento dos programas e atividades do EarthCheck na Argentina e no Mercosul. Daniel também é o fundador e diretor do Fórum Latino-americano para o Desenvolvimento Sustentável SO2 Fórum CLIMA-EarthCheck e Encontro em Mendoza, Argentina.


>> Confira os Vinhos e Gadgets recomendados por Club del Vino e nos diga o que achou! <<

vinho para iniciantes e iniciados


 

 

Enoturismo Chile é um programa estratégico promovido pela CORFO, que visa fortalecer e desenvolver esta atividade no Chile através da união de duas indústrias relevantes para o desenvolvimento do país: turismo e vinho.

Entre as principais tarefas que foram propostas, é trabalhar integralmente com os diferentes vales de vinho, coordenando e combinando os esforços dos setores público e privado.

Enoturismo no Chile será em 2026 uma atividade imperdível para os turistas nacionais e estrangeiros com uma oferta integrada, diversificada, sustentável, qualidade e representante de cada território, capaz de aumentar as visitas e capturar maiores gastos por turista, impactando positivamente na o desenvolvimento dos vales de vinho e, assim, aumentar a renda do país.

17 entidades públicas e privadas que fazem turismo Chile se reuniram no Primeiro Seminário Internacional de Turismo foi dado para enfrentar os desafios de desenvolvimento da indústria a partir das perspectivas de dois setores importantes para o país, o turismo e o vinho, e necessária colaboração público-privada.

O plano para transformar a região de O’Higgins no poder turismo mundial, dizendo que “É esta parceria público-privada que queremos fortalecer, é o caminho a seguir para avançar e fazer a nossa região na capital of Wine Tourism” acrescentando que “como Região de O’Higgins tem todo o poder e os recursos, instalações e todo o nível de suporte, tanto mundo particular com as suas vinhas e setor hoteleiro, como este Governo Regional com o compromisso total.”

Uma das iniciativas do programa busca oferecer suporte a sustentabilidade e qualidade.

A ideia é aumentar os níveis de sustentabilidade nas áreas vitícolas: melhorar a eficiência energética e a sustentabilidade das instalações de enoturismo para consolidar uma oferta de qualidade sustentável.

Aumentar o número de vinícolas com selo de sustentabilidade e disseminar os benefícios da sustentabilidade como a implementação de boas práticas através de acordos de produção limpa.

 

 


>> Confira os Vinhos e Gadgets recomendados por Club del Vino e nos diga o que achou! <<

vinho para iniciantes e iniciados


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *